Make your own free website on Tripod.com

 

DEDICATÓRIA AO MEU FILHO

 

Para ti Renato

Para ti escrevo de ti tenho saudades

És o meu filho lindo

És tu que me dás vontade …

Vontade de viver

Vontade de esperar

Um novo dia, uma nova vida

Por tanto te Amar

             

Carla Menezes  
   

 QUANDO ELE NASCEU

 

Eu era uma jovem adolescente…

Quando entrei naquele hospital,

Vestia um calção; e sentia-me muito “mal”

-“Mal” maneira de dizer de dizer a dor que a dor que se faz sentir,

Quando aquele feto lindo diz quero sair.

-Dá dores e contracções

Algo que dói ou fazes doer

-Mas tudo aquilo era para ele nascer

Meu filho minha adoração.

                                                               

  Carla Menezes
   

Sorriso…

  

Lindo…

Lindo…

O que?

O sorriso puro singelo,

Vindo de uma criança

Bela e inocente

Sorriso…

Alegria…

Sorriso…

Lindo

Belo

Abundante

Vindo de um rosto sombrio,

Apagando imagens tristes em dias sombrios

Sorriso, sorriso

Bem-estar, alegria

Sorriso

Num rosto triste

Um acto de magia

Lindo

Lindo

Quando te ris

Quando te sentes bem

Quando és feliz

Quando não és de ninguém

Tu …criança…

Bela e segura

Doce e pura

Tu…criança…

Em momentos de rebeldia

Tu…

Que pulas à corda

Que jogas ao pião…

Lindo o teu sorriso

Lindo o teu coração

Quando brincas

Quando ris

Quando choras

Quando olhas para mim

Com os teus olhos

Parecendo lagoas de água cristalina…

Lindo…

Lindo…

Belo…

Minha criança…

Linda

Singela

Rebelde

Doce

Pura

E…Bela…

Esboça mais um sorriso

Permanece sempre, com essa imagem de eterna

Doçura

Para sempre criança…

 

Carla Menezes  
   

SER MÃE É SER MULHER

 

Ser mãe é ser capaz…

Ser mãe é ser mulher…

Uma mulher que sente “alguém”…

Capaz de gerar um “fruto”

Um “fruto” só nosso,

O nosso orgulho,

A nossa semente.

A continuação do nosso ser

Um ser inteligente

Ser mãe…

É lindo

É amar

É ser amada

Uma mulher realizada…

No amor

Na paixão

Ser mãe …

É o maior orgulho no nosso coração.

CORAÇÃO DE MÃE

               

 

                                         

 

Carla Menezes

   

Mãe …

 

Que nome te poderia chamar?

Tu…

Bela e formosa

Leve como o vento

Linda como a lua

Tuas lágrimas

Chuva num vasto Oceano

Tua pele…

Fina e sedosa…

Teus sentimentos

Pura seda…

Penso em ti e choro de emoção

Tu mãe que…Mãe…

Que enches de amor e esperança

Meu coração

Como te poderia chamar a não ser Mãe

 

(dedicatória a alguém que nunca conheci)

 

Carla Menezes  
   

Olhei …

 

Olhei para ti…

Vi …Um menino assustado,

A procura de um colo para se confortar

Um colo disponível

Pronto a te aconchegar

Nesse aconchego

Esse menino procurava

Carinho…

Amor …

Conforto para o seu coração

A esse menino tive vontade de lhe dar a minha mão…

De… o ensinar a caminhar

Com muito caminho a percorrer…

A esse menino

Gostava de não o ver…                                                                                                                                                                                                                                  

Sofrer  

                                                                                                                                                                     

  Carla Menezes